Dicas de Internacionalização para Moçambique

portodabeira01-g

Moçambique é um claro caso de potência em crescimento, e que a longo prazo será um importante país no panorama mundial devido aos seus esforços de diminuição da pobreza e tentativa de captação de investimento externo.

As cidades de Maputo, Matola, Beira, Tete e Nampula têm crescido significativamente e por isso pode-se mostrar importante o investimento direto em qualquer uma das cidades.

As boas relações entre Portugal e Moçambique, e os acordos entre os dois países devem ser aproveitados e otimizados pelas empresas que pretendem exportar.

Para conhecer melhor o mercado, apresento-lhe alguns pontos fortes, fracos mas também algumas dicas úteis para que perceba a viabilidade do investimento em Moçambique.

Pontos FortesPontos FracosDicas Úteis
  • Localização estratégica na África Austral e acordos tomados entre os países;
  • Classe média em constante crescimento;
  • Mercado organizado;
  • Facilidade, rapidez e custos relativamente baixos no processo de construção de empresas;
  • Não é exigido a formação de parcerias para operar no mercado;
  • Facilidade de movimentação de capitais;
  • Solidez e estabilidade no sistema financeiro;
  • Sistema jurídico e regime fiscal semelhantes aos portugueses;
  • Forte presença da banca no espaço moçambicano.

  • Mão de obra pouco qualificada;
  • Limites à contratação de mão de obra estrangeira em função da dimensão da empresa;
  • Para contratar mão de obra estrangeira é necessário provar que não existem nativos com as mesmas qualificações;
  • Custos de logística elevados;
  • Elevado grau de informalidade na economia;
  • Concorrência desleal por parte das empresas chinesas;
  • Processos judiciais muito morosos;
  • Inexistência de propriedade privada da terra.

  • Perceber que o mercado moçambicano é diferente dos outros mercados africanos;
  • Presenças in loco inevitáveis para o bom funcionamento dos processos;
  • Preceber que os investimetnos são realizados a médio e longo prazo;
  • Selecionar uma excelente parceira no mercado;
  • Conhecer a elevada concorrência no mercado;
  • Aprender a lidar com a informalidade do mercado;
  • Contar com o apoio da banca de capitais portugueses, e de empresas portuguesas existentes, para facilitar as trocas.

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!