Comércio Internacional Moçambicano

portodabeira01-gPelas suas particularidades, o Mercado moçambicano ainda não tem uma grande representatividade nos mercados globais. As suas necessidades de importação não são significativas, devido ao fraco poder económico da generalidade da população. Assim, em 2010 o país encontrava-se na 117.ª posição no que diz respeito ao países exportadores e 120.º lugar relativamente aos importadores. Note-se que este dados referentes a 2010 não tendo em conta as recentes descobertas de novas reservas de gás natural, que impulsionarão as exportações.

Moçambique ainda não conseguiu mostrar resultados positivos na sua balança comercial, assim, o valor representa 18,9% do total do PIB do ano de 2011. Embora estes valores, as exportações moçambicanas cresceram substancialmente no mesmo ano, tendo um aumento de 59,8% face ao período homólogo. Este crescimento deveu-se à comercialização de alumínio Mozal, do gás e da energia elétrica, representando cerca de 3,7 mil milhões de USD.

Prevê-se que nos próximos anos, o crescimento de exportações continue a apresentar valores positivos, embora mais modestos, ou seja, um crescimento de cerca de 9,9% em 2013. É também importante salientar que este valor só continuará satisfatório, se se conseguir assegurar as condições das infraestruturas de transporte e também dos estaleiros.

Balança Comercial Moçambicana Fonte: AICEP

Balança Comercial Moçambicana
Fonte: AICEP

Relativamente aos produtos mais exportados, o alumínio encontra-se em primeiro lugar, sendo que se prevê que as exportações de carvão apresentarão a médio prazo um valor bastante mais importante. Os produtos de origem agrícola também representam uma boa parte do valor das exportações, sendo que os principais produtos desta categoria continuarão a ser o tabaco, o algodão e a castanha caju.

Os países que mais absorvem os produtos provenientes de Moçambique continuam a ser a Holanda, que representou no ano de 2010 cerca de 52,7% do total de exportações e a África do Sul, muito devido à sua proximidade geográfica e cooperação para o desenvolvimento da África Austral.

Tabela de Principais Clientes Fonte: AICEP

Tabela de Principais Clientes
Fonte: AICEP

Se por outro lado forem analisados os dados relativos às importações moçambicanas, percebe-se que as mesmas tiveram uma tendência crescente nos últimos anos, devido ao investimento que o país está a fazer para melhorar as condições de vida da população mas também a tentativa de tornar o país economicamente atraente para os investidores estrangeiros. Assim, segundo dados referentes ao ano de 2011, verifica-se que as importações chegaram ao 6 mil milhões de USD, mais 70,8% do que no ano anterior.

A tendência mantém-se relativamente aos principais fornecedores de Moçambique, pode-se encontrar a África co Sul e a Holanda a ocuparem as primeiras posições do ranking, contabilizando um total de 52,4% em 2010.

Tabela de Principais Fornecedores Fonte: AICEP

Tabela de Principais Fornecedores
Fonte: AICEP

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!