Estados Unidos da América

EUABlog

Apresentação do País

Os Estados Unidos da América representam hoje o quarto maior país em termos mundiais, estando apenas atrás da Rússia, Canadá e China, e por isso é natural que revele uma enorme importância para as restantes economias mundiais.

Pela sua organização e particularidades, os EUA têm uma densidade populacional relativamente baixa, cerca de 32 habitante por km2, porém, existe um fluxo permanente de migrações fazendo com que exista um crescimento demográfico importante bem como uma dinamização das zonas mais rurais.

A maioria da população e atividades económicas estão centradas no litoral do país, sendo que as principais cidades são Nova Iorque, Los Angeles, Chicago, Washington-Baltimore, São Francisco, Filadélfia, Boston, Detroit, Dallas-Forth Worth e Houston. Embora estas sejam as principais cidades, existe mercado emergente a ser explorado em todos os pontos da América do Norte.

Desde há muitos anos que os EUA têm trabalhado para hoje serem considerados uma economia fiável e muito bem estruturada. Antes da Segunda Guerra Mundial, o país dava os seus primeiros passos enquanto grande potência mundial, com o desenvolvimento de armas nucleares ou até mesmo com a corrida espacial.

Se forem analisados dados referentes à economia de guerra americana, percebe-se que a potencia apresenta um valor de investimento muito superior ao dos restantes países. Valor este que tende a diminuir segundo as declarações do atual Presidente Barack Obama.

O país é ainda quem detém maior quota de mercado na produção e desenvolvimento de produtos geneticamente modificados, explorando assim uma matéria de elevado risco, a alimentação “saudável” e acessível de toda a população mundial.

Em termos económicos, pode-se afirmar que os EUA têm um papel fundamental no desenvolvimento de trocas comercias, uma vez que o seu poder económico continua a ser bastante elevado. Relativamente aos recursos naturais, o país é forte em petróleo, ouro, carvão e também urânio. É também muito forte na produção de alguns produtos agrícolas, destacando-se o milho, trigo, açúcar e tabaco, e no setor industrial é importante salientar o seu poderio na construção de automóveis, aviões e produtos eletrónicos.

A economia americana continuará forte e coesa, transmitindo segurança aos mercados económicos mundiais, contudo a forte concorrência proveniente da China levará a que os EUA repensem a sua estratégia e continuem a inovar tecnologicamente mantendo-se assim como a imponente potência.

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!