Comércio Internacional Espanhol

Porto Espanha

Espanha continua a apresentar-se como potencias importante no desenvolvimento da economia mundial, segundo dados da OMC no ano de 2010, o país ocupava a 18.ª posição de países exportadores, e a 14.ª relativamente às importações.

Embora estes valores, a balança comercial espanhola mostrou-se deficitária. As exportações para os parceiros globais representaram para o país 186.780,1 milhões de euros, já as importações representaram um gasto de 240.055,6 milhões de euros, no ano de 2010.

Balança Comercial Espanhola Fonte: AICEP

Balança Comercial Espanhola
Fonte: AICEP

Espanha alcançou alguma quota de mercado nos países extra comunitários, fazendo com que o valor das suas exportações conseguisse aumentar, e equilibrar a sua balança comercial. Assim, através de dados apresentado no ano de 2011, mostrou que os mercados noruegueses, russos e suíços obtiveram um incremento de cerca de 27,3%. Já a Ásia cresceu 20,9%, com países como o Japão e a China a crescerem muito significativamente; o mercado africano e o americano cresceram em conjunta mais de 33%.

Apesar destes valores, verifica-se que são os mercados comunitários que se apresentam como principais clientes espanhóis, destacando-se a França que representou cerca de 13,3% das vendas, a Alemanha com 11,5%, seguido de Portugal, com 8% e por último, Itália com aproximadamente 4,6% do valor absoluto das exportações do ano de 2011. Nesse ano, os principais exportadores foram os bens de equipamento com um crescimento de 15,2% e do setor automóvel com 10,6%.

Em 2012, a balança comercial espanhola diminui cerca de 20,9%, face ao período homólogo, representando assim um défice de 20.334 milhões de euros. Estes resultados verificam-se através de diversos factores, um deles é o a crescente venda de produtos para os países da UE, ou seja, o saldo comercial espanhol com os países comunitários registou um valor de 7 mil milhões de euros, registando desta forma um superavit.

No que diz respeito a valores de importações, pode-se verificar que quase metade dos produtos importados no ano de 2011, não eram provenientes dos países da UE, 47,2%. Os países da América Latina, viram os seus produtos exportados crescerem cerca de 29,1% só para o mercado espanhol. Já a América do Norte cresceu cerca de 13,1%, e o continente asiático 12%.

Tabela Principais Clientes Fonte: AICEP

Tabela Principais Clientes
Fonte: AICEP

Apesar destes valores, é de verificar que os principais fornecedores do mercado espanhol, continuam a ser as grandes potenciais comunitárias, Alemanha, França e Itália, representando cerca de 29,2% do total de todas as importações.

Tabela Principais Fornecedores Fonte: AICEP

Tabela Principais Fornecedores
Fonte: AICEP

Em 2011, pode-se verificar que os valores referentes às importações eram provenientes dos setores energéticos, bens de equipamento e produtos alimentares.

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!