Brasil

Portos-e-Terminais-Marítimos-do-Brasil-3

Apresentação do País

Enquanto maior potência lusófona do mundo, o Brasil apresenta-se em pleno século XXI como um mercado bastante atrativo para o aumento significativo das exportações nacionais.

Pensar que Portugal tem entrada privilegiada neste mercado é errado, na verdade, a concorrência é forte, competitiva e desafiante. Grandes empresas mundiais têm visto o Brasil como excelente potência para afastar a palavra “crise” do dia a dia.

Para as empresas portuguesas que querem investir no Brasil, é importante analisar o país como potência não europeia, com legislações, hábitos sociais e culturais bastante diferentes. Embora os países tenham a mesma língua, é um erro pensar que ambos os mercados exigem o mesmo!

É imperativo conhecer de forma exaustiva o mercado brasileiro, através de visitas in loco, estudos de mercado, pesquisas,etc. Para se perceber se o mercado cumpre com as nossas exigências (estrutura empresarial, área de negócio, produtos).

Partir para o Brasil pode significar mais ou menos investimento monetário consoante a opção que se toma, desta forma, pode-se exportar de forma direta, através da nomeação de um representante local, abertura de uma empresa ou até criar infraestruturas de produção no Brasil. É importante salientar que nenhuma das alternativas é melhor que outra, todas elas apresentam-se bastante viáveis desde que adaptadas à realidade da empresa. Tudo pode ser possível!

Quando o Brasil se torna uma possibilidade para o investimento, é importante olhar para o mercado de forma global, e não se restringir só às grandes metrópoles, São Paulo e Rio de Janeiro. Nestas cidades a concorrência é muito elevada e experiente, e o fator preço é decisivo para a boa entrada do produto no mercado.

Cidades como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Ceará e Pernambuco, têm assumido grande importância nos últimos tempos, estando muito mais permeáveis ao investimento externo e à entrada de novos produtos/conceitos.

O Brasil é hoje a primeira economia da América Latina, estando em sexto lugar se observarmos em termos mundiais, é por isso legítimo perguntar, porque é que as empresas portuguesas não têm investido mais no Brasil. A crise económica que tem vindo a afetar o nosso país nos últimos anos, já levou muitas empresas a entrar na grande potência, acompanhados pela ajuda constante e vital dos parceiros de negócio ricos no conhecimento das especificações do mercado.

Outro dos fatores que tem retraído algumas empresas portuguesas deste mercado é a distância entre os dois países. Contudo, este não deve ser um fator impeditivo para a exportação, uma vez que hoje em dia, temos acesso a todos os dados da nossa empresa através de um simples clique. Ou seja, os números relativos às vendas, à logística dos produtos e a todos os parceiros de negócio estão cada vez mais fáceis de consultar, permitindo um acompanhamento direto e permanente de toda a empresa. Escolha um parceiro de negócio que lhe ofereça as melhores condições de gestão na web, para que desta forma se torne mais simples acompanhar todas as movimentações.

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!