Comércio Internacional Angolano

Luanda

Angola tem assumido de ano para ano uma importância cada vez maior no mercado global, em 2010, ocupava a 51.ª posição no ranking de países exportadores, e a 69.ª no que diz respeito à categoria importadores. Entre 2005 e 2008, houve um crescimento de produtos importados na ordem dos 151%. Com estes números, Angola consegue manter uma balança comercial positiva e estável ao longos dos anos, que tem permitido o crescente interesse pelo mercado.

Evolução Balança Comercial

Evolução Balança Comercial
Fonte: AICEP

Uma vez que a economia depende diretamente da indústria petrolífera, quando esta está em baixa nos mercados internacionais, as exportações angolanas baixam o seu nível de exportações consideravelmente.  Assim a balança comercial do país é bastante vulnerável à flutuação do preço do petróleo nos mercados internacionais. Nos últimos anos o Governo Angolano tem de certa forma diminuído a sua despesa pública, os investimentos que faz no país para tentar normalizar a sua balança comercial, porém o número de importações será sempre elevado se olharmos para os bens de consumo, uma vez que o país tem uma produção quase nula. No ano de 2012, Angola fechou o ano com uma balança comercial positiva, com valores aproximados dos 53 mil milhões de USD.

Angola tem como principal aliado nas trocas económicas a China, na verdade, o segundo maior produtor de petróleo alia-se ao mercado angolano na compra e venda de petróleo para conseguir aumentar o número de vendas e de stock de produto. Angola tem atualmente 10 Clientes principais, para onde se destinam os seus produtos exportados, estes dez países representam quase a totalidade de exportações realizadas por Angola durante o ano de 2011, cerca de 95,1%.

Principais Clientes Angola

Principais Clientes
Fonte: AICEP

Já no que diz respeito às importações, Portugal é o mercado com mais quota de mercado, muito devido às políticas que favorecem a entrada de empresas e produtos portugueses no mercado angolano. Portugal é responsável por 21,4% de todas as importações realizadas por Angola, sendo que este valor tende a aumentar se as políticas expansionistas portuguesas continuarem. O segundo maior mercado exportador para Angola é a China, com cerca de 18,3% de quota de mercado, seguido dos EUA e Brasil. Já no que diz respeito às importações, Portugal é o mercado com mais quota de mercado, muito devido às políticas que favorecem a entrada de empresas e produtos portugueses no mercado angolano.

Portugal é responsável por 21,4% de todas as importações realizadas por Angola, sendo que este valor tende a aumentar se as políticas expansionistas portuguesas continuarem. O segundo maior mercado exportador para Angola é a China, com cerca de 18,3% de quota de mercado, seguido dos EUA e Brasil.

Principais Fornecedores Angola

Principais Fornecedores
Fonte: AICEP

Embora a importação de produtos por parte de Angola seja realizada em grande escala na sua generalidade, há setores onde os valores de importação são consideravelmente maiores, destacam-se então as máquinas e equipamentos mecânicos e elétricos com cerca de 25,3% em 2011, obras de ferro fundido, ferro ou aço (7%), veículos automóveis e suas partes (6%), combustíveis e óleos minerais (5,1%) e ainda carnes e miudezas comestíveis, representando cerca de 4,5%.

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!