Dicas de Internacionalização para a Alemanha

alemanhaA competitividade e excelência no Mercado eleva o patamar de empresas que queiram investir no país. Embora todas as exigências do mercado, as empresas portuguesas podem ter quota de mercado se atenderem às necessidades alemãs. A estabilidade constante alemã não é sinónimo de resultados positivos das empresas portuguesas no mercado, pois se estas não entrarem com produtos de qualidade, a sua fixação será mais difícil.

A entrada neste mercado tem que ser muito bem estudada devido a todas as exigências, mas por ser tão atrativo, deve ser pensado como um país europeu com capacidade de absorção de muitos produtos portugueses.

Para conhecer melhor o mercado, apresento-lhe alguns pontos fortes, fracos mas também algumas dicas úteis para que perceba a viabilidade do investimento na Alemanha.

Pontos FortesPontos FracosDicas Úteis
  • Boa relação preço/qualidade dos produtos portugueses;
  • Adaptação rápida às novas tecnologias;
  • Estabilidade político-financeira;
  • Necessidade de importar bens de consumo;
  • Necessidade de mão de obra mais qualificada – principalmente na área de engenharia;
  • Presença de muitas empresas alemãs em Portugal;
  • Bom relacionamento entre países;
  • Grande dimensão do mercado alemão;
  • Elevado poder de compra;
  • Valorização de produtos de elevada qualidade e design.

  • Mercado saturado pela oferta mundial;
  • Baixa notoriedade dos produtos portugueses no consumidor final;
  • Pequena dimensão das empresas portuguesas;
  • Diferenças muito significativas a nível cultural;
  • Fraca presença direta de empresas portuguesas;
  • Grande concorrência e exigência em termos de qualidade;
  • Custos elevados de implementação e criação de marcas;
  • Aumento da concorrência da Ásia e países do Leste europeu.

  • Estude a hipótese de criar parcerias com empresas alemãs, uma vez que estas querem entrar em países lusófonos;
  • É sempre importante um produto ter qualidade e certificação para entrar no mercado;
  • A qualidade é um requisito permanente e incontornável, por isso uma boa aposta;
  • Deve existir uma atualização constante da verificação das normas, produzindo segundo as mesmas;
  • Se os produtos não seguirem as normas exigidas não entram no mercado;
  • É necessário perceber se “qualidade” faz parte dos valores da empresa, para não existir dificuldades na adaptação;
  • É importante a participação nas feiras organizadas pelo país, para estar em contacto direto com investidores mundiais.

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!