Comércio Internacional Alemão com Portugal

alemanha

A hegemonia alemã nos mercados internacionais, também se faz sentir se se olhar especificamente às trocas económicas realizadas entre os dois países. A balança comercial bilateral dos países tem sido quase sempre desequilibrada, ficando Portugal muito aquém dos resultados obtidos pela Alemanha. No ano de 2010, cerca de 13% das exportações realizadas destinavam-se ao mercado alemão, sendo que 13,9% do total das importações eram provenientes do mesmo mercado.

Balança Comercial Bilateral

Balança Comercial Bilateral
Fonte: AICEP

Na verdade, embora a balança comercial bilateral seja desfavorável a Portugal, a verdade é que o mercado alemão é muito mais importante para a nossa economia, do que o mercado português para os alemães. Se forem analisados os números de 2010, perceber-se-á que o mercado nacional representa apenas 0,8% de todas as exportações alemães, e cerca de 0,5% relativamente às importações.

Devido à forte retração da economia portuguesa, e pelas medidas políticas de promoção à não importação, a Alemanha tem pedido alguma quota de mercado, ao invés de Portugal. Em 2011, as exportações para o país germânico atingiram os 13,6%, posicionando-o como 2.º principal país de receção de produtos portugueses.

Relativamente aos produtos mais exportados para a Alemanha, encontram-se os veículos e outros materiais de transporte com cerca de 29,4% e ainda máquinas e aparelhos com 23,4%, ou seja, estes dois grupos representam mais de metade de todas as exportações realizadas para o país.

Tabela Principais Produtos Exportados para Alemanha Fonte: AICEP

Tabela Principais Produtos Exportados para Alemanha
Fonte: AICEP

A concorrência é muito elevada, e por isso Portugal tem alguma dificuldade de penetração no mercado, é importante salientar que, ao invés de outros mercados, exportamos maioritariamente produtos tecnologicamente avançados, ou seja são exportados produtos para desenvolvimento de produtos finais, nomeadamente o automóvel.

O nível de importações de produtos alemães está em queda, em 2010, existiam cerca de 5 mil empresas portuguesas a importar produtos alemães, valor muito inferior comparativamente com anos anteriores. Porém, existe uma tentativa muito elevada por parte da Alemanha em perceber as necessidades de mercado, para desta forma fornecerem produtos que sejam valorizados pelos portugueses.

Fazendo uma breve análise ao terceiro setor, pode-se perceber que em 2011, a Alemanha ocupou a 4.ª posição de países clientes, mas também fornecedores de serviços. Esta posição, não garantiu que a Alemanha não perdesse quota de mercado como é possível verificar na tabela apresentada.

Fluxos de Serviços entre Países Fonte: AICEP

Fluxos de Serviços entre Países
Fonte: AICEP

ContactoPretende importar ou exportar para este país?

Peça-me mais informações!